[ARTIGO] VOCÊ SABE O QUE É SUÍTE?

Hoje o tema é suíte.




Calma, não relacione suíte com banheiro dentro de um quarto (risos). No decorrer do curso de jornalismo vamos adquirindo novos conhecimentos e macetes. A cada aula é uma nova aprendizagem relevante para a nossa formação acadêmica e, principalmente, um macete adquirido que poderá ser utilizado no mercado de trabalho. Então, sugiro que haja a compreensão. Sempre irei lembrar a frase de um professor: “Meu querido, tudo o que você está aprendendo será cobrado pelo seu editor quando estiver no mercado de trabalho. Caso contrário, você não estaria estudando. Ora, estudar algo inútil?” Pois é...

Sem mais delongas vamos ao nosso objetivo: SUÍTE.

Saiba que esse termo, essa prática é a ‘coisa’ mais simples de aprender, entender. Vou citar  exemplos(por fotos) para ser algo bem explicativo e dinâmico.

Exemplo I:

Exemplo II:



Você percebeu que a notícia teve continuidade, sequência? Então é isso, suíte é apenas um método de relembrar fatos já noticiados, que acontece no dia ou nos dias seguintes à notícia. Acontece de uma pessoa não saber como o fato surgiu, então, para que ela possa entender é executado o suíte. Bem simples assim mesmo.

Segundo Daniele Barizon, em artigo publicado no Observatório da Imprensa, significa retomar um assunto [...] a fim de transformá-lo outra vez em notícia. Trata-se de procedimento corriqueiro, portanto, reprisar matérias.

Agora, vamos contextualizar um pouco. Nós sabemos as qualidades e os defeitos das práticas dos jornalistas. Muitos não levam a sério o suíte. Sabe por quê? Simples! Poucos são aqueles que vão além da informação básica. Nem todos têm a capacidade e o profissionalismo de entrevistar outras fontes envolvidas, pesquisar sobre o assunto.

Outro exemplo veja só: ‘Jovem de 15 anos é estuprada’. Possivelmente a pauta desse caso seja:

- Entrevista com a família da jovem;
- Com alguém relacionado ao estuprador;
- Com a polícia, e só.

E a matéria acaba aí. Não há uma contextualização do caso. Exemplificando mais, não há uma reportagem que esclareça o porquê do ocorrido, a origem, a relação deste caso com outros semelhantes, o que especialistas e estudiosos pensam acerca do tema. São aspectos como estes que o jornalismo precisa mudar.

Agora, faça o seguinte, analise uma matéria. Verifique se nela há informações de fatos anteriores. Uma notícia é veiculada hoje, por exemplo, e se amanhã houver novas informações sobre o caso, certamente, haverá uma nova matéria pautando novas informações relacionadas. Nós sabemos que a pauta e a informação não podem ‘morrer’, e é devido a isso que existe o suíte. 
Share on Google Plus

Sobre Lucas Almeida

Lucas Almeida, 20, cearense, é estudanste de jornalismo. Tem interesse em Assessoria de Imprensa, Web Jornalismo e Audiovisual. Criou o blog Papos da Raposa com a finalidade de ajudar estudantes de jornalismo através de artigos, dicas, entre outras categorias.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 comentários:

  1. Você já pensou em ir além de texto? Sugiro produzir vídeos para o blog...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigado pela sugestão. Ainda não pensei sobre. Mas tenho planos. Vou pensar mais sobre a sua sugestão, certo? E espero que você goste. Volte sempre ao Papos da Raposa.

      Excluir

É um prazer tê-lo no Blog Papos da Raposa. Ah, e obrigado pelo o comentário. Volte sempre!