Marcha das Crianças, em Fortaleza

Fortaleza segue com as manifestações, e dessa vez aconteceu a Marcha das Crianças. O ato organizado pela empresária Beatriz Penaforte, mais conhecida por Bia Penaforte, ocorreu neste domingo, 30, e teve início às 9 da manhã e término às 12h, no Passeio Público. Segundo Bia, participaram cerca de 100 a 150 pessoas, que souberam do protesto através do Facebook.


Marcha das CriançasFoto: Reprodução/Facebook
Os manifestantes eram pais, filhos, tios e avós, que pediam serviços públicos de qualidade, como educação, saúde, segurança, bem como, por um Brasil melhor, mais justo e igualitário, onde as crianças e os adolescentes tenham seus direitos garantidos.
Na concentração os manifestantes confeccionaram cartazes coloridos e buscaram reunir mais pessoas. Com um público numeroso de crianças pintadas e com cartazes, a marcha foi realizada dentro do próprio Passeio Público, cantando e gritando palavras de ordem, os pequenos pediram um Brasil melhor. 

Crianças Confeccionam cartazesFoto: Lucas Almeida
A Marcha das Crianças surgiu da vontade de pais que queriam mostrar que seus filhos podem ser bons exemplos de cidadania. A manifestação pacífica ocorreu em diversas cidades brasileiras, como por exemplo, São Paulo, Brasília, Porto Alegre e agora em Fortaleza.

Com a apresentação do palhaço Fulano de Tal, todos deram gargalhadas, suas piadas foram de sentido educativo, citando palavras como corrupção, políticos, manifestação, vem pra rua, Brasil melhor, entre outras. 


A empresária fez que seu filho Ravi, de dois anos, estivesse participando, pois desde muito cedo ela e o esposo ensinam direitos e deveres para o pequeno ativista. Para ela, “as famílias devem repensar a forma como educam os seus filhos. 
Além disso, é necessário levar os pequeninos para os parques de Fortaleza, esquecer os shoppings, pois impostos são pagos, e parte deles são destinados aos parques também.


Bia Penaforte
Foto: Reprodução/Facebook

João Felipe com os seus cartazes
Foto: Lucas Almeida
O ativista João Felipe, de 11 anos, fez um relato de que cerca de 10% dos gastos públicos são desviados em benefício da corrupção. “Se a gente lutar por um Brasil melhor, podemos sim ter um país sem corrupções e mais igualitário”, afirma.

Com propriedade em seu discurso o jovem afirma: “Eu poderia estar brincando com os meus amigos, mas não, estou aqui, protestando, buscando os meus direitos”.


João desde pequeno teve uma educação política. Isso, devido à conscientização dada pela sua mãe, Virgínia, que é professora. Ela acredita que as crianças irão mudar o futuro, e isso não é utopia. Os mesmos ensinamentos que ela proporciona ao ativista, também vem ensinando a sua outra filha, Raíssa, de 6 anos.

Abaixo confira fotos da Marcha:
Foto: Lucas Almeida


Foto: Lucas Almeida

Foto: Lucas Almeida
Foto: Divulgação

Foto: Lucas Almeida

Foto: Lucas Almeida

Foto: Lucas Almeida


Imagem e edição: Lucas Almeida

João Felipe, ativista, 11 anos.
Imagem e Edição: Lucas Almeida
Share on Google Plus

Sobre Lucas Almeida

Lucas Almeida, 20, cearense, é estudanste de jornalismo. Tem interesse em Assessoria de Imprensa, Web Jornalismo e Audiovisual. Criou o blog Papos da Raposa com a finalidade de ajudar estudantes de jornalismo através de artigos, dicas, entre outras categorias.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

  1. Muito bacana essa matéria!!Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado! Fique acompanhando, sempre estou atualizando o blog. E inclusive essa semana publicarei uma matéria sobre a manifestação na Praça da Imprensa, Fortaleza. Abraços!!!

    Lucas Almeida.

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo no Blog Papos da Raposa. Ah, e obrigado pelo o comentário. Volte sempre!